Webnode

 

QUEM NOS SEPARARÁ DO AMOR DE CRISTO?

 

ROMANOS 8:31-39

31  Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?

32  Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?

33  Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.

34  Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.

35  Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?

36  Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro.

37  Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.

38  Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir,

39  Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

Quem pode nos separa do amor de Cristo?

     Estava, um dia, saindo da Santa Casa de Misericórdia de São José dos Campos - SP, onde havia deixado minha esposa e minha filha internadas, minha filha estava na UTI e eu estava sofrendo de depressão. Um homem se aproximou de mim e pediu-me que o ajudasse a comprar um remédio, eu disse a ele que não tinha dinheiro e então aquele homem olhou para mim e disse que iria se jogar na frente do primeiro caminhão, quando chegasse à Dutra. Aquele homem saiu caminhando rápido por uma rua e eu, não tive dúvida, fui atrás daquele senhor que eu não conhecia. Mesmo eu estando com tantos problemas, não hesitei, mesmo estando fraco.  Aquela vida tem um enorme valor para Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus tocou em mim, alcancei aquele senhor e pedi a ele para fazer uma oração, ele parou e me atendeu. Fomos para calçada, ali comecei a orar para que em nome do Senhor Jesus aquele espírito de morte e enfermidade saísse, sentimos o Espírito Santo agir e o coração daquele senhor se aquietou, ele me revelou que havia pertencido a uma igreja e fazia parte do ciclo de oração, mas estava afastado da igreja. Quando terminamos de orar observei que o semblante daquele homem era outro, de uma pessoa em paz. A paz que só Jesus Cristo pode dar. Eu disse aquele senhor para voltar a sua igreja e ir para sua casa, ele disse: eu preciso mesmo! E agora saiu em outra direção e foi embora. Eu não vi mais essa pessoa nas proximidades da Santa Casa, pois todos os dias, durante mais ou menos um mês acompanhei minha esposa e filha. Graças a Deus! minha filha saiu da UTI e teve alta juntamente com minha esposa, assim podemos voltar para casa e ficar mais firmes com Jesus Cristo.  Acredito que aquele senhor retomou sua vida espiritual e voltou à comunhão da sua igreja, mas passou por um declínio espiritual. Não sei o motivo que o afastou da igreja e do amor de cristo deixando-o vulnerável para ação do inimigo da nossa alma. Ele retornou, nunca é tarde para retornamos ao amor do pai celestial.  

"Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte." (II Coríntios 12 : 10)

    Nos momentos de fraqueza é que Deus mais quer nos usar, não é no momento que queremos, mas sim quando Deus quer usar. É quando nos sentimos fracos, é que o Espírito Santo de Deus nos torna forte e capacitados para "o agir" de Deus nas vidas que Ele quer alcançar com sua misericórdia e amor.

     O apóstolo Paulo pergunta: Quem nos separará do amor de Cristo?  Sabendo e conhecendo o amor de Cristo por nós, eu te pergunto: Quem te separará do amor de Cristo?

      Será a tribulação? Ou seja, serão aqueles momentos difíceis que todos nós passamos? Momentos em que pensamos que não há mais saída, e quando você menos espera Deus já te livrou. Será essas tribulações que irá nos afastar do amor de Cristo? Para Paulo, NÃO! E para você?

      Será a angústia? Será que os sofrimentos que todos nós passamos é que nos separará do amor de Cristo?

     Sofrimentos maiores do que os nossos Jesus passou! Será que por causa do meu irmão que me angustiou é que eu vou me separar do amor de Cristo? Não! Eu não vou me separar por causa disso! E você?

     Será Perseguição? Será que por causa do marido que não quer que a esposa vá para a igreja, ou vice-versa, eu vou me separar do amor de Cristo? Será que porque eu sou chamado de crente, que não pratica as coisas do mundo, eu vou me separar do amor de Cristo?

     Será a fome? Acredito que isso não é comum entre nós, mas para quem escreveu era, Paulo.

     Será a nudez? Ou seja, a pobreza. Será que pelo fato de eu ser pobre eu vou me afastar do amor de Cristo? Já ouvi muitas pessoas dizendo que não vão para a igreja, porque não tem uma roupa chique para ir. Será que isso é motivo para nos separar do Amor de Cristo? Para mim não! E para você?

     Será o perigo? Serão as situações de perigos que passamos que nos separará do amor de Cristo? Lembrando que Deus é por nós! Logo, haverá perigos, mas somos livrados de todos. Será que o perigo nos afastará do amor de Cristo? Não afastou a Paulo, e nem a mim! E você?

     E por último; será a espada? Ou seja, a Morte? Será que o medo da morte poderá nos separar do amor de Cristo? Será que a própria morte nos separará do amor de Cristo? Não! De modo nenhum! Pois se estamos com Deus e deixamos Deus ser por nós, a morte não nos separará do seu amor, pelo contrário, nos levará para junto dEle nos céus, nos aproximará ainda mais do nosso bom e amoroso Pai celeste. Será a morte? Não!

     Esses são alguns motivos e situações que Paulo cita, e que ele próprio passou por amor a Cristo e nada disso lhe afastou do amor de Cristo.

     Paulo Sofreu tribulação, angústia, perseguição, quase foi morto por causa de sua fé. Paulo passou fome, Paulo muitas vezes não tinha o que vestir, Paulo em suas viagens passou por momentos de perigos, esteve ao fio de espada, e depois de passar por tudo isso Paulo poderia ter dito: "Não quero mais saber de Deus, de igreja, de Cristo. Vou abandonar tudo, ou vou dar um tempo!" Paulo não disse isso, pelo contrário, ele disse: Quem nós separará do amor de Cristo? Nada! Segundo Paulo.

     O que Paulo cita no texto, quase todos os seres humanos enfrentam, são situações complicadas e difíceis, mas não são motivos de nos afastarmos do amor de Cristo.

     Será a Fofoca? Pessoas que não tem nada para fazer e ficam falando mal do próximo, comentando sobre a vida alheia e quando ficamos sabendo, dizemos: vou me afastar, vou dar um tempo. Será que isso é motivo para nos afastarmos do amor de Cristo?

     Será que os problemas pessoais, desentendimentos? Será que um problema, ou um desentendimento que eu tive com alguém da igreja, vai me separar de tamanho amor que Cristo tem por mim? Não! E você?

     Será uma mágoa ou uma simples ofensa? Será que porque o meu irmão disse algo que eu não gostei, eu vou me separar do amor de Cristo?

     Meus irmãos, esses problemas Paulo nem mencionou, pois dá até vergonha, ver alguém dizer que vai se afastar, vai se separar do amor de Cristo por tais motivos.

     Os que abandonam a Cristo por tais motivos é por que não sabem o que é vida cristã, não dão valor ao imenso amor de Cristo.

     Pois Paulo, por experiência própria, diz mais adiante: "Em todas essas cousas, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou". Ou seja, passamos por tudo isso, e podemos ter a certeza de que em todas estas dificuldades somos mais que vencedores por meio de Cristo.

     No final, Paulo fala de coisas que ele ainda não tinha presenciado, e que com certeza iria presenciar, mas ele diz: Porque eu estou bem certo de que nem morte, nem vida, nem anjos, nem principados, nem cousas do presente, nem do porvir, nem poderes, nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra criatura poderá nos separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.